domingo, setembro 17, 2006
Chuva de Lágrimas
Chuva de lágrimas
Cai pelo meu rosto
Sinal de muitas mágoas
Indicador de mais um desgosto


Gota a gota vou-me denunciando
Deixando tudo ao descoberto
Enquanto o meu coração vai gritando
De que a decisão foi um acto correcto.


Sonhos que se tornaram desilusão
Mostrando o lado triste da realidade
Mostrando-me o final da ilusão
A qual encaro com bastante dificuldade.

Lágrimas que caem sem parar
Sem ordem, sem sentido
Capazes de me mostrar
O quanto difícil é o meu destino.

De certeza que a chuva de lágrimas vai passar
Apesar de hoje continuarem a cair,
O sorriso ao meu rosto vai regressar
E este sentimento de mim há-de sair.

 
posted by João Filipe Ferreira at 6:02 da manhã | Permalink |


6 Comments:


  • At 12:39 da manhã, Anonymous Luamar

    Adorei o teu poema!!! É lindo. Adorei aquela parte:
    "Lágrimas que caem sem parar
    Sem ordem, sem sentido
    Capazes de me mostrar
    O quanto difícil é o meu destino."
    Tens que publicar um livro!!! LINDO!!!!!

     
  • At 12:45 da manhã, Blogger Vivis

    A tua sensibilidade, a tua escrita ...
    és lindo .

     
  • At 2:19 da tarde, Blogger Natalie Afonseca

    Olá!!
    Poema lindissimo!! Sim senhor:)
    "Gota a gota vou-me denunciando" ...


    Beijos

     
  • At 4:19 da tarde, Blogger Xónia

    tao nito!!! :')

    maninhooooooooooooooooooo :p

     
  • At 8:12 da tarde, Blogger Angela

    Mais um poema lindíssimo que toca o coração por revelar de forma tão profunda os sentimentos.

    Beijinhos.

     
  • At 10:31 da tarde, Blogger Aleisa

    Eu ouvi dizer que as lagrimas lavam a alma...

    Beijinho

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>