domingo, setembro 03, 2006
Fim de Um Sonho

Uma lágrima cai sem destino
Num rosto amargurado
Derrama dor sem aviso

Sinal de um amor terminado

O fim de um sonho vivido,
Onde a magia simplesmente acabou
Onde tudo foi demasiadamente sentido
E que agora apenas o vazio ficou.

A angústia das horas a passar
Reflectidas no palpitar do coração
Sinal da dificuldade em aceitar
A mudança para esta nova situação.

Novas lágrimas voltarão a correr
Durante momentos de recordação.
Enquanto o tempo não voltar a trazer
O colorido de uma nova ilusão.
 
posted by João Filipe Ferreira at 8:32 da tarde | Permalink |


2 Comments:


  • At 6:34 da tarde, Anonymous Anónimo

    gostei dos teus poemas e do teu blogge em geral, mas não deixes que o sonho se termine, porque deixar de sonhar, é começar a morrer!..
    um abraço daqui de paris
    http;//spaces.msn.com/joaodoseixo1950france/

     
  • At 10:10 da tarde, Blogger Catarina

    este é o meu preferido de todos os teus poemas...identifico-me muito com este.quando tudo 'foi demasiadamente sentido' é precisamente quando custa mais.acreditar que o tempo vai trazer algo novo e bom já é optimo. pior é quando nem nisso se acredita...

    gostei mesmo, parabens!

    beijinho*

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>