quarta-feira, novembro 15, 2006
Silêncio da Dor
Fecho a porta
Que me leva para o mundo exterior
Fecho também as cortinas
Das janelas que insistem em me trazer cor.

Quero ficar no silêncio
De quem não sabe o que fazer
Quero ficar escondido
Onde ninguém me consiga ver.

Não consigo controlar
Esta ansiedade que me faz fraquejar
Que me impede de caminhar
E que se encontra longe de acabar.

Sinto a coragem a faltar dentro de mim
E sem forças para o medo combater
Estou cansado de me sentir assim,
Com esta dor que somente me faz sofrer.

Hoje estou escondido de tudo
Não sou capaz de nada enfrentar
A tristeza envolve-me como um escudo,
Não deixando nada de bom entrar.

No entanto jamais irei desistir
Pois de novo as janelas quero abrir
Para um mundo que ainda tenho por descobrir,
E que certamente irei conseguir.
 
posted by João Filipe Ferreira at 4:52 da tarde | Permalink |


8 Comments:


  • At 5:13 da tarde, Blogger Vera

    Também eu por vezes gostava de estar assim... no silêncio absoluto.
    Mas temos que seguir em frente, sem desistir...
    Um beijo poeta!

     
  • At 6:38 da tarde, Blogger mind

    desistir so dos sentimentos negativos =)
    bjs!

     
  • At 3:55 da manhã, Blogger N.

    So simple...
    So beautiful...

     
  • At 10:12 da manhã, Blogger ☆Fanny☆

    Há momentos assim...e eles são necessários para podermos falar com o silêncio da nossa alma. Mas a vida acontece lá fora...e nós não somos senão marionetas da vida...temos de andar, nem que nos obriguem a isso.

    Felizmente que assim é...pois talvez nos deixassemos submergir nas ondas do pessismismo e deixassemos de ver a vida acontecer.

    Um abraço de estrelinhas*

    Fanny

     
  • At 11:49 da manhã, Anonymous Juda

    Todos temos esses momentos, boas as palavras, também gosto de escrever, um abraço...

     
  • At 11:58 da manhã, Blogger Miudaaa

    Obrigadaaa Amigo.
    Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    Tu sabes o quê!!!

    E toca a abrir a porta... vamos embora!!!

    Um beijo da miudaaa_à_chuva

     
  • At 12:55 da tarde, Blogger ...

    Gostei da forma como escreves, a realidade na sua forma mais pura e fascinante!
    Abraço

     
  • At 2:13 da tarde, Blogger A MUDANCA

    Já mergulhei nesse silêncio absoluto que procuras, é necessário par nos econtrarmos a nós próprios, mas quando te encontrares sai daí...não permaneças lá.Adorei o teu poema

    Beijo

    FF

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>