domingo, novembro 19, 2006
Um Dia Diferente
O dia nasce com uma nova cor
Irradiando luz e felicidade no ar
Somente se sente o aroma de amor
Cobrindo rostos cansados e a desesperar.

A calma sente-se na brisa do vento
Que sopra levemente por onde passa
Faz esquecer a ventania de sofrimento
Que constantemente nos ameaça.

Os pássaros cantam alegremente
E as flores abanam vaidosamente
Retratando a harmonia existente
Neste dia que avança rapidamente.

Tristezas esquecidas por momentos
Dificuldades superadas por segundos
A brilho do sol a fazer esquecer os dias cinzentos
E a esconder sentimentos profundos.

Mesmo que este dia passe depressa
Trazendo de novo a realidade difícil de digerir,
Deixa-nos no coração a promessa
Que um dia maravilhoso como este, voltará a vir.
 
posted by João Filipe Ferreira at 8:25 da tarde | Permalink |


2 Comments:


  • At 12:36 da tarde, Anonymous Anónimo

    Sabe tão bem ler assim poemas que parecem um raio de Sol!

    Eu acho que a blogosfera é bastante negativista... Fala-se muito da dor...

    Por vezes, acho que deveríamos dar mais valor a certas coisas que nos fazem sorrir. Isso ajudar-nos-ia a ter mais ânimo.

    Beijo grande.

     
  • At 4:34 da tarde, Blogger Vera

    Gostei deste teu poema. Tem um quê de melancolia, mas irradia luz e muita esperança! VIDA!
    Adorei!
    Beijinhos!

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>