segunda-feira, dezembro 25, 2006
Folha Que Me Foge Das Mãos
Foge-me das mãos
A folha que do chão levantei
E que agora toma outra direcção
Diferente da que eu imaginei.

É levada para longe de onde cresceu
Abraçada na corrente do vento
Longe de um sorriso meu,
E perto de um sentimento que se perdeu.

E que não volta mais,
E que não quer mais,
O seu lugar já esqueceu,
Independentemente do que nele viveu.

Folha que já não tenho nas mãos
E que não sei onde o vento a vai deixar
Apenas tenho a certeza que a vai largar
Num lugar diferente daquele em que a fui encontrar.
 
posted by João Filipe Ferreira at 10:18 da tarde | Permalink |


1 Comments:




// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>