terça-feira, janeiro 23, 2007
O Dia Lá Fora e a Dor Cá Dentro
Hoje continuei a ver o dia cinzento.
Lá fora continuava a chover
E o frio fazia gelar cada gota de chuva
Que caía desamparadamente no chão

O vento…
Bem, o vento abanava tudo por onde passava,
E levava o que de frágil encontrava.
Levava pelo ar, para longe…
Para bem longe…
Tão longe que seria impossível voltar.

Mas a dor…
Bem, a dor que me consome não conseguiu levar
Passou por ela e como que não a vendo
Ignorou-a…
Deixou-a ficar no sítio onde não faz falta
Onde não é desejada
Muito menos acarinhada.

Ela continua a me abraçar
E a me levar pelo sabor da amargura,
Tirando-me o paladar desta vida...
Que sempre passa por mim e me estende o braço
Para a acompanhar, para com ela lutar…
Mas…

A prisão é sufocante,
Impede-me de tentar,
De me libertar do sofrimento,
Que lentamente se torna desesperante.

O meu dia tornou-se cinzento,
Sombrio e sem uma luz capaz de iluminar
A escuridão que cobriu o alcance da minha visão,
O brilho do meu olhar e que amedrontou a cor do meu coração.

Hoje calmante observo a chuva a cair
E o vento a mudar toda a paisagem,
Dando-lhe uma nova cara, uma nova vida.
E eu…
Eu continuo calmamente a pedir
Que o vento repare em mim,
Que sopre com toda a sua força
E que faça este sentimento de mim se distanciar…
Para bem longe...
Tão longe, que seja impossível voltar.
 
posted by João Filipe Ferreira at 1:21 da manhã | Permalink |


10 Comments:


  • At 9:36 da manhã, Blogger Lyra

    Venho retribuir a visita ao meu cantinho e... fico sem palavras!
    Tens um dom! :)
    Não peças ao vento... ele é traiçoeiro e o que leva, por vezes trás de volta... que seja o sol a aquecer e derreter essa dor. E que te dê a luz e força para seguir caminho.
    Bjos

     
  • At 10:52 da manhã, Blogger Ao Luar

    João, vim retribuir, agradecer e partilhar a alegria de ter contribuido, um pouco que tenha sido para ter melhorado o seu estado de alma.
    Lindo o que escreveste,
    aproveita o vento mas para te libertares, aproveita a chuva para limpares tudo, aproveita a dor para ficares mais forte, pois o que não nos mata torna-nos maus fortes.
    Abre a janela e deixa entrar tudo, saboreia cada momento, hoje podes sentir que ele é frio, mas amanhã podes sentir que é liberdade :)
    Beijo e volta sempre lá, fico a aguardar :)

     
  • At 11:40 da manhã, Blogger Rosa

    Queres que sopre?...:)

     
  • At 12:58 da tarde, Blogger Daniele

    Meu amigo e poeta,

    É um sopro de puro deleite ler a sua fina escrita , a sua poesia, que nos remete ao lúdico, denso e a beleza inerente aos seus versos.

    Saudade de ti,
    Beijos,
    Da amiga,
    Dani

     
  • At 3:10 da tarde, Blogger last_prophet

    boa poesia!

    Visita também o meu cantinho de poesia : www.oparaisonaoeaqui.blogspot.com
    e o meu cantinho de textos :
    www.deixameveraminhaagenda.blogspot.com

     
  • At 4:28 da tarde, Blogger mymind

    o vent por vezes eh distraido... =/
    bjs e fika bm =)

     
  • At 5:02 da tarde, Anonymous gota de chuva

    Falta-te alguma coisa...
    O que é que te falta? :)

     
  • At 5:27 da tarde, Blogger GTL

    há lágrimas q teimam em cair...

    mas o tempo cura tudo

    beijo
    MDB

     
  • At 5:50 da tarde, Blogger Vera

    Tão lindo!
    Também eu queria que o vento aqui passasse e levasse para longe certas dores...

    Beijinhos

     
  • At 10:57 da tarde, Blogger Ana Catarina Santos

    Apenas consigo dizer: LINDO:)

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>