quarta-feira, fevereiro 07, 2007
Rua da Incerteza
Às vezes vejo pessoas a percorrerem
A rua da incerteza
Contando as pedras da calçada,
Respirando fundo,
Imaginando uma outra vida,
Ou simplesmente descobrindo a sua razão de viver.

Às vezes também percorro
A minha rua da incerteza
Nela suspiro, nela sonho
Procuro contando as pedrinhas da calçada
O trajecto que me leva ao encontro
Da minha razão de viver.

Às vezes chove,
Outras vezes o céu irradia cor
E sempre como cenário,
A muitas pessoas que como eu,
Percorrem a rua da incerteza,
Sem direcção
Sem noção do porquê de a percorrer.

Caminho e caminhamos sem olhar para trás
Guardando mágoas e alegrias na memoria,
De uma vida já passada,
Já vivida e que apenas permanece na lembrança.

Às vezes nem quero acreditar
Que estou a caminhar na rua da incerteza,
No meio da confusão
No meio da solidão,
Com um sorriso nos lábios,
Com uma dor no coração.

Rua que vou conhecendo,
No percurso desta minha história,
Juntamente com muitas pessoas,
Que caminhando vão procurando o trilho da sua vida.

Na rua da incerteza,
Vou continuar a andar
A observar
E tentar um dia a algum lado chegar.
 
posted by João Filipe Ferreira at 12:58 da manhã | Permalink |


8 Comments:


  • At 1:37 da manhã, Blogger Deus@ Misterios@

    Olá Joao
    entra se aqui e sente se tranquilidade...
    Ainda que seja uma rua de incertezas!!!


    beijo te

     
  • At 12:00 da tarde, Blogger sem-comentarios

    Gostei da tua, tão bem descrita...que eu senti-me a passear nela :)

    Bjs**

     
  • At 12:04 da tarde, Blogger Vera

    Que bom passear na tua rua! E ela vai-te levar a um destino lindo, de certeza! Porque tu mereces!

    Beijinhos

     
  • At 2:23 da tarde, Blogger Ao Sabor da Poesia

    Sabe!!!Pedro, gostei deste teu poema, a vida é uma incerteza constante porque nunca sabemos extamente por onde andamos, podemos até caminhar e contar as pedrinhas pelo caminho,mas na verdade a única certeza que temos é que estamos vivos e enquanto a vida existe ao menos a esperanças de contarmos as pedrinhas na rua da incerteza!!!!Muito bom
    Beijinhos

     
  • At 3:25 da tarde, Blogger mymind

    ah mto lindo!! e axim eh a vida =)
    bjos

     
  • At 5:36 da tarde, Blogger Angela Lugo

    Sabe!!!João, gostei deste teu poema, a vida é uma incerteza constante porque nunca sabemos extamente por onde andamos, podemos até caminhar e contar as pedrinhas pelo caminho,mas na verdade a única certeza que temos é que estamos vivos e enquanto a vida existe ao menos a esperanças de contarmos as pedrinhas na rua da incerteza!!!!Muito bom
    Beijinhos

     
  • At 5:37 da tarde, Blogger Angela Lugo

    Perdoe-me João, novamente eu estava escrevendo no site dele e troquei... delete o primeiro...
    Beijinhos

     
  • At 7:39 da tarde, Blogger Vera Carvalho

    Ah João e não estás sozinho nesta rua, estamos todos caminhando nela! Por ser tão incerta é que esta vida tem mais sentido, acredita! Deixa para trás essa dor no coração e sorri com a esperança que ao virar da esquina tudo vai ser melhor;)!
    Um beijo

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>