sexta-feira, junho 08, 2007
Novo Ponto de Partida
Já venci tantas etapas
Tantas quantas a minha força pôde vencer
Já senti vaidade por estar no primeiro patamar
Sem nunca ter precisado de me vergar.

Já derrubei muros sem fim à vista
Numa luta desigual mas eficaz
Já precisei de força divina
Para que a fé em mim não sucumbisse em nada.

Já sofri por tudo e por nada,
Derramando lágrimas sem sentido.
Já fui capaz de tocar nas nuvens,
Bem como caminhar sem destino.

Já fui o que outrora não soube ser
Pelo medo e receio de falhar
Já não sonho com os sonhos dos outros
Hoje sou mais forte, e já posso amar…

Já posso dizer que sei o que é a dor
Bem como o cinzento da alma,
Já consigo perceber o que é o amor,
Sentimento esse que o coração acalma.

Já sei de tanta coisa,
Que aprendi ao longo desta vida.
Já novas coisas irei aprender,
Neste novo ponto de partida.


De João Filipe Ferreira & Carla Costeira, para o 8º concurso de poesia no site WWW.LUSO-POEMAS.NET
 
posted by João Filipe Ferreira at 8:36 da tarde | Permalink |


4 Comments:




// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>