segunda-feira, outubro 20, 2008
Morro não...Morri...

morro...
aos poucos...
...mas vou morrendo...
a luz não a procuro...fui vencido pelo desgosto que sempre me acompanhou...
morro....morro não...morri...
morri sem saber o que era um golpe no corpo...
morri sem ter força para combater....
...morri perdido na esperança que nunca me abraçou..ou que eu não soube a tempo reconhecer....
....fui quem consegui ser... fui tudo sem nada ser... fui até quem não quis nunca ser..
... hoje o meu corpo permanece dominado...conquistado...pela única coisa que jamais um dia ousei ceder...
morro....ou melhor morri...de uma vida que tive, mas que jamais vivi...

*inspirado*
 
posted by João Filipe Ferreira at 11:23 da tarde | Permalink |


3 Comments:


  • At 4:15 da tarde, Blogger Olhos de mel

    Oie lindinho! Ao longa da vida sofremos pequenas mortes emocionais. Mas temos a aprender a renascer em cada uma delas. Herói não é aquele que sempre se sai bem em tudo, mas aquele que consegue sobreviver as intempéries da vida. Aquele que mata um leão por dia para sobreviver.
    Boa semana! Beijos

     
  • At 9:45 da manhã, Blogger Vanda Maio

    A vida passa muitas rasteiras.
    Se caias, tens de levantar-te, mesmo que custe muito.

    Aprende com a queda e tenta contornar essas rasteiras.

    Beijinho

     
  • At 3:35 da tarde, Blogger Diabólica

    Força, amigo! tenta levantar-te, sei que não é fácil, mas não desistas.

    Beijinhos e muita coragem.

     


// --> Add to Technorati Favorites site statistics
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!
////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////-->
www.e-referrer.com
>